Problemas com fornecedor: o que fazer quando a entrega atrasa?

Blog

Problemas com fornecedor: o que fazer quando a entrega atrasa?

Uma das situações mais temidas pelos compradores de empresas, e consumidores no geral, são problemas com fornecedor, principalmente quando são relacionados a entregas.

Apesar de sabermos que nem sempre é possível cumprir os prazos, por diversos motivos, atrasos normalmente acarretam algum tipo de prejuízo. Por isso, o ideal é constantemente considerar essa possibilidade e antecipar os pedidos de compra, lançando mão de um planejamento estratégico que considere contratempos.

Para ajudá-lo nessa tarefa, separamos algumas dicas essenciais de como gerenciar problemas com fornecedor e atrasos na entrega. Continue a leitura e confira!

 

Certifique-se de que as contas estão sendo pagas em dia

Se a entrega atrasou, existe a possibilidade de que a causa seja decorrente da inadimplência da empresa. O ideal é que os pagamentos sejam feitos sempre em dia para que o fornecedor tenha a conta da sua organização como uma das prioridades na carteira de clientes. Pagando em dia, é possível reclamar contra atrasos da entrega, porém, em caso de inadimplência, esse direito é perdido.

 

Esteja atento aos prazos

É preciso ficar atento ao prazo estabelecido e acompanhar as demandas. Ao perceber qualquer movimentação fora do cronograma de entrega, entre em contato com o fornecedor via e-mail, por telefone ou, se possível, pessoalmente.

Infelizmente, muitos fornecedores só resolvem problemas por meio de pressão. Apesar de não ser a parceria ideal para sua empresa, sabemos que nem todos eles são capazes de assumir compromissos com responsabilidade.

Muitas vezes, eles acabam por se acomodar e vão deixando as entregas sem reclamação por último. Ao identificar um fornecedor desse tipo, tome logo uma atitude e procure novas parcerias!

 

Publique sua queixa

Se a entrega atrasou e o fornecedor não resolveu a questão após os seus contatos, use a internet para registrar sua queixa por meio de sites especializados, como o Reclame Aqui, ou algum outro no mesmo estilo.

Isso também ajuda outras empresas a conhecer melhor as questões com as quais podem se deparar ao contratar determinado fornecedor. Conte também com as mídias digitais para fazer sua reclamação. Isso vai chamar a atenção do fornecedor para sua questão e as chances de ele se empenhar na resolução do seu problema são maiores, já que ninguém quer uma crise de imagem repercutindo na web.

 

Esteja sempre pronto para receber a mercadoria

Pode acontecer de a mercadoria chegar no prazo estabelecido, mas não haver funcionários na empresa para recebê-la. Então, o fornecedor terá que voltar em outro momento. Para evitar esses desencontros, é importante marcar as entregas para dias úteis, e assegurar que colaboradores qualificados para receber as entregas estarão disponíveis.

 

Verifique o contrato celebrado entre empresa e fornecedor

Se a entrega atrasou, o primeiro passo é verificar o contrato celebrado entre a empresa e o fornecedor. Um bom contrato prevê medidas jurídicas em caso de não cumprimento de deveres por uma das partes, como o não cumprimento de prazos.

Com o contrato em mãos, é possível fazer o requerimento dos seus direitos enquanto contratante. Em caso de atraso, existem diversos formas pelas quais a empresa pode ser recompensada. Uma delas — e, em geral, a mais usada — é a redução do valor do produto ou serviço.

 

Veja como você pode ser ressarcido

Também existe a possibilidade de pagamento de multa pelo fornecedor, que será proporcional ao tempo excedido da promessa da entrega. Nesse caso, quanto mais dias de atraso, maior é o valor da multa.

A depender das características da mercadoria, em caso de não cumprimento do prazo de entrega, existe a chance de o fornecedor arcar não somente com uma multa de grande valor, mas também ser responsável por danos eventuais, ou prejuízos, que a empresa sofra diante de seus clientes.

Em último caso, se não houver respeito às regras do contrato, não só em relação aos prazos como também ao cumprimento das penalidades previstas em contrato, existe a possibilidade de a empresa recorrer ao judiciário para a reparação das perdas causadas, oriundas do atraso na entrega das mercadorias ou execução de serviços.

 

Busque o diálogo

Se a entrega atrasou, a melhor opção é ter uma conversa aberta com seu fornecedor. Preze por manter uma relação positiva com ele, pois, dessa forma, você poderá entender o motivo do atraso e alinhar as datas para as próximas entregas.

Um bom diálogo pode resolver, de forma simples, questões desagradáveis e que podem trazer muitos prejuízos para ambas as partes. Esgotando essa possibilidade, a melhor solução é procurar outro fornecedor.

 

Entenda como se prevenir de problemas com fornecedor

Confira abaixo algumas atitudes para se precaver de atrasos e problemas com fornecedor.

Tenha um bom controle de estoque

Ao controlar o estoque, você tem uma noção exata da entrada e da saída das mercadorias por demanda e, assim, condições de prevê-las. Com isso, é possível assegurar que as compras de reposição sejam feitas de acordo com o cronograma, o qual também deve considerar atrasos oriundos de fornecedores.

Certifique-se da disponibilidade das mercadorias

É importante verificar se todas as mercadorias que você está comprando estão disponíveis no estoque do fornecedor, ou estarão em um prazo que não prejudique o seu cronograma.

É um procedimento básico, mas muitos compradores ignoram essa etapa e acabam comprometendo a operação da empresa por falta de mercadorias.

Peça que a data da entrega seja lançada na nota fiscal

É aconselhável que, no ato da compra, a data para a entrega da mercadoria seja lançada na nota fiscal. O fornecedor é obrigado a informar o dia em que a entrega será realizada.

Se o atraso acontecer, a empresa deve entrar em contato com o fornecedor, relatar a situação e cobrar providências. É importante que essa comunicação seja feita por meio de um documento, e que a companhia guarde uma cópia do comprovante de notificação entregue ao fornecedor.

Faça valer seus direitos

Como vimos, há leis que protegem o comprador, por isso, guarde sempre a nota fiscal, que é o documento que garante a reivindicação dos direitos da empresa, principalmente em caso de atraso na entrega. O Código de Defesa do Consumidor assegura que o não cumprimento do prazo de entrega constitui descumprimento da oferta.

Então, este artigo sobre problemas com fornecedor foi útil para você? Se você ainda ficou com alguma dúvida ou tem outras sugestões de como lidar com essas situações, compartilhe com a gente deixando seu comentário abaixo!

 

Curta e compartilhe:

Comenta aí, esse conteúdo foi útil para você?

Confira também:

As 8 maiores vantagens de transportar produtos em caixas plásticas

Cadeia de suprimentos: afinal, o que é e porque é importante?

Cidade holandesa será 1ª a ter estrada de plástico reciclado