Vantagens da utilização de produtos feitos pela técnica de Injeção Plástica

Blog

Vantagens da utilização de produtos feitos pela técnica de Injeção Plástica

Contar com produtos de boa qualidade no dia a dia da empresa, além de poupar tempo e dinheiro com substituições, manutenções e reparos, tem relação direta com a produtividade. Melhor ainda se esses itens forem economicamente acessíveis e produzidos de variadas formas.

É o caso dos componentes plásticos, cujo desenvolvimento do setor permitiu que substituíssem — com louvor — similares feitos em materiais como vidros, madeiras e metais. Graças à técnica de injeção plástica, eles evoluíram, conquistaram seu espaço e o devido respeito do mercado.

Quando se trata de garantir a durabilidade e a segurança, de organizadores simples a peças mais elaboradas, a técnica mencionada mostra-se imbatível.

Para conhecer suas vantagens em relação à economia, qualidade e sustentabilidade, entendendo por que gestores de diferentes segmentos têm aderido aos plásticos injetados, acompanhe este post!

 

O que é e como é feita a técnica de injeção plástica?

A técnica de injeção plástica é um processo que consiste na modelagem à base de material termoplástico em peças, componentes e diversas estruturas, com rapidez, padronização e eficiência.

Dentre os tipos de matérias-primas, destacam-se o polietileno de alta densidade (PEAD) — usado em frascos de produtos químicos e, até, tanques de combustíveis — e o polipropileno (PP), presente, por exemplo, em produtos de utilidades domésticas e autopeças.

A possibilidade de alterar e prever a resistência dos materiais durante o processamento permite elaborar peças sob medida para diferentes exigências.

Em um ciclo de produção completo, com um sistema com controle automatizado, é possível realizar as etapas de injeção, modelagem, resfriamento e extração em um curto intervalo de tempo (de 15 a 30 segundos).

 

Como funciona uma máquina injetora para plásticos?

Uma máquina injetora para modelagem plástica é constituída, basicamente, por um funil, por onde são inseridos os grânulos de plástico, e um canhão com pistão, onde o material recebe o corante e é dosado, comprimido e fundido. Então, o produto é transportado para o bico injetor.

Nesse local, a temperatura é rigidamente controlada para que seja igual ou ligeiramente inferior à temperatura de fusão do material termoplástico utilizado — ficando entre 200 °C e 250 °C. Por fim, o polímero derretido é introduzido no molde.

No molde, junto às cavidades que dão forma aos produtos, há canais de refrigeração, por meio dos quais circunda o fluido refrigerante (geralmente, água), e pinos ejetores que liberam o produto final. Ao ser retirado, ele encontra-se frio e pronto para o uso.

O aparecimento de defeitos é raro, porém, caso um modelo não saia conforme o esperado, ele é facilmente reciclado. Ao mesmo tempo, técnicos avaliam as causas e, rapidamente, corrigem o problema, assegurando a qualidade das próximas linhas.

 

Quais são as vantagens do ponto de vista econômico?

Os plásticos injetados são mais baratos. Com o avanço da tecnologia, as injetoras estão se tornando ainda mais rápidas. Em uma linha de produção, cada segundo a menos implica na redução nos custos, resultando em produtos mais competitivos.

Não se pode deixar de mencionar que, conforme são aprimoradas, as máquinas geram objetos com paredes mais finas. Até a etapa de acabamento — como pintura e polimento — é dispensada, uma vez que as peças saem prontas para o uso.

Isso leva à diminuição de matérias-primas que, mais uma vez, ajuda a diminuir o custo do produto final. Além disso, como são automatizadas, o gasto operacional e com mão de obra é reduzido. Novamente, a economia gerada é sentida no bolso do cliente.

 

Quais são as vantagens do ponto de vista qualitativo?

A rapidez no processo de plastificação, a qual garante que o bico injetor mantenha-se na temperatura ideal estimada, minimiza o aparecimento de defeitos, ou seja, os plásticos injetados são mais duráveis.

Além disso, a precisão alcançada pelas modelagens é importante para garantir o cumprimento de especificações técnicas, bem como a padronização nas medidas, especialmente nos chamados plásticos de engenharia. Esse fato gera segurança no emprego dos produtos em componentes eletrônicos e automotivos, por exemplo.

Assim, o elevado grau de precisão alcançado por meio da técnica de injeção plástica permite produzir os mais variados modelos, para diferentes usos, com design padronizado e acabamento primoroso, resultando em um excelente custo-benefício.

 

Quais são as vantagens do ponto de vista da sustentabilidade?

O plástico é um material reciclável. Após serem recolhidos pela coleta seletiva, utensílios, peças e outros itens descartados podem ser transformados em grânulos termoplásticos que servem de matéria-prima para novos produtos. Uma vez remodelados, eles ganham diferentes usos e aplicações.

Somado a isso, por ser uma tecnologia que reduz o desperdício no ciclo produtivo, a técnica de injeção plástica colabora para uma maior sustentabilidade na indústria.

 

Quais as vantagens dos plásticos injetados aplicados a diferentes segmentos?

Graças às infinitas possibilidades de aplicação, diversos setores são beneficiados com opções de itens plásticos, desenvolvidos precisamente para atender às suas necessidades. Conheça, a seguir, alguns desses segmentos!

Indústria automotiva

O uso de componentes plásticos termoformados permite uma considerável redução no peso dos veículos. Isso implica em um menor consumo de combustíveis, o que leva, também, à redução da emissão de gases poluentes. São ótimos diferenciais para ajudar a aumentar as vendas das montadoras, não é mesmo?

Hortifrutigranjeiros

Em frigoríficos, por exemplo, é comum o uso de estrados plásticos, para preservar os pisos, e de caixas plásticas vazadas no transporte. Empilháveis, elas economizam mais de 30% de volume, otimizando, assim, a logística de entregas.

Supermercados

Em pequenos e grandes mercados, as caixas plásticas mais usadas são as modeladas com paredes internas e fundos arredondados. Isso possibilita não “machucar” alimentos frescos, como frutas e legumes, durante a exposição nas gôndolas.

Padarias

As grades plásticas empilháveis, com alça em formato anatômico de encaixe, base frontal fechada — para facilitar a higienização — e laterais abertas, são ideais para transportar e armazenar pães de forma e produtos de confeitaria.

Na indústria em geral

Do segmento têxtil à metalurgia, o uso de caixas plásticas fechadas, empregadas como contentores, é um coringa. Além de versáteis, servindo desde a organização do estoque até o transporte, destacam-se por reduzir, consideravelmente, o volume ocupado.

Por fim, não se pode deixar de mencionar os cestos com alças, que extravasaram o universo dos supermercados e são oferecidos aos clientes de autosserviços, como drogarias, conveniências, mercearias e até lojas de departamento.

Como mostrado, a técnica de injeção plástica tem inúmeras vantagens, especialmente no que diz respeito ao custo-benefício oferecido por produtos mais resistentes, funcionais e economicamente acessíveis.

Independentemente do seu segmento de atuação, para saber mais sobre como funciona a técnica de injeção de plásticos, leia também este conteúdo!

 

Curta e compartilhe:

Comenta aí, esse conteúdo foi útil para você?

Confira também:

As 8 maiores vantagens de transportar produtos em caixas plásticas

Cadeia de suprimentos: afinal, o que é e porque é importante?

Cidade holandesa será 1ª a ter estrada de plástico reciclado